• Anúncios
  • Acompanhantes

Casa na Iputinga, Caxangá

Mensagempor OTrovador » 12/02/2018 03:17:07

Garota: Desirée
tdpositivo
Beijo: Selinho
Oral: Sim (com latex)
Anal: Não
Data: 13/01/2018
Cachê: R$150 por: 1 hora

Relato:
A presença de Desirée

Contato e funcionamento da casa
Salve, salve, turma do sexo!
Manhã de sábado, folga, dia da diversão, nada como aproveitar e iniciar o dia relaxando nas mãos das pervertidas!
Estava precisando duma boa massagem, tinha que relaxar.
Compartilha-vos-ei um TD realizado ontem, dia 13, com a Desirée, uma gata deliciosa.
Não é toda hora que aparece uma Desirée na minha vida. As fotos dos anúncios fiéis à realidade.
Contato fácil no Whats, ela foi atenciosa, simpática e educada, deu pra perceber de início que é outro nível.
Marquei o encontro numa casa em que a Desirée atende na Iputinga, próxima ao Walmart da Caxangá. Atende na casa de uma amiga, a Tati. Uma tal de Anita também atende por lá. As massagistas atendem em dias ou horário diferente das outras, pois o atendimento na casa é agendado e personalizado, ou seja, o cabra vai chegar lá e só encontrará a massagista do contato, tampouco cruzará com outros clientes, não é ambiente de feira, diferente de algumas clínicas de massagem por aí, vide Sana Vitta e alguns edifícios do centro. O tempo é respeitado, não tem essa de gozo rápido e tchau!
Chego na casa, numa rua tranquila.
Do portão, aviso por telefone da minha chegada, ela pede para esperar um pouco, aparece na grade do terraço e de lá mesmo aciona o portão e adentro o ambiente, limpo e organizado por sinal.

Desirée
Morena paulista de 22 anos, cabelos lisos e escuros, olhos verdes, seios de médios pra grandes, barriga sequinha, coxas grossas, rabão, cerca de 1,69m, safada, simpática, carinhosa, inteligente, culta, ótima ouvinte, tem bom papo, aquele "erre arrastado" no sotaque, conversamos os mais variados assuntos, bem diferente da maioria.

Massagens e sexo
Que mulherão seminua na minha frente, delícia, muito cheirosa, o remédio necessário para o meu estresse cotidiano! Me dá uma toalha limpa e vou tomar banho.
Volto ao quarto, luzes piscando e uma música sensual tocando.
Deito-me numa cama de solteiro bem baixa, e a massagem começa. Estava triste, muitos problemas, mas ela tem um jeito especial para consolar. Meus caros, pra quem nessa vida, quase sempre recebia massagem meia-boca, onde as negas só davam alisadinha, a Desirée é um diferencial.
Massagem relaxante: deitado de bruços, sinto aquelas mãos de fada, bem precisas. Aplica o óleo e inicia pelos pés, deslizando por pernas, braços, costas e nuca. Se era pra relaxar, relaxei.
Massagem tailandesa: aí a coisa começa a esquentar. Ainda de bruços e o pênis latejando, a Desirée tira o sutiã e massageia as minhas pernas com as suas, que sensação aquela mulher em cima de mim! Seus seios macios e durinhos deslizando sobre as minhas costas, meu irmão, tesão do caralho, se eu pudesse ficar ali o dia todo, ah se pudesse...
Sexo: sempre comandando as ações, ela pede para eu me virar, tira a calcinha, coloca a camisinha na minha ferramenta de trabalho e começa a me chupar, sempre me olhando com aqueles olhos verdes. Trabalha muito bem a boca, segurando ou não o pau. Da ponta do pênis até engolir tudo, lambendo e chupando, uma das melhores mamadas que recebi. Como parte do tempo foi massagem, não ia passar tanto tempo chupando, mas o suficiente pra ser uma chupada bem dada.
Ela monta, aplica um lubrificante na camisinha, pica dentro da pepeca e começa a cavalgada frontal, gemidos suaves, aqueles seios na minha cara, ela contrai minha nuca contra eles e eu começo a chupá-los, seios deliciosos. Coqueirinho pra variar e ela pede para eu comê-la por trás. Que rabo lindo, visão privilegiada, só mais tesão, a safada é linda, qualquer ângulo a favorece. E eu atolando a vara, e ela pedindo mais. Frango assado, voltamos para o coqueirinho, tesão incontrolável, não suporto mais, despejo o líquido branco na camisinha e fim de festa.

Despedida e notas
Tomei o banho pra tirar o óleo, pagamento pelos serviços prestados, ficamos ainda um tempinho conversando, ela pretende voltar pra Sampa após o carnaval, vou repetir, sem dúvida.
Enfim, nos despedimos e rua.
Notas:
Atendimento: presença agradável, sorriso cativante, prestativa e sempre procurando agradar, nada a reclamar dela, 10,0
Rosto: exótico, é linda, 8,5
Seios: bonitos, peguei e chupei, 10,0
Barriga: sequinha, 10,0
Pernas: bem trabalhadas, grossas, 10,0
Bumbum: parece um coração, grande, duro, lisinho, sem estrias, 10,0
Pepeca: limpa, carnuda, infelizmente não chupei, 10,0
Massagem relaxante: mãos de fada, 10,0
Massagem tailandesa: sabe usar dos atributos para aplicar essa massagem, de enlouquecer, pele sedosa, 10,0
Massagem tântrica: aplica também, mas não teve, não fez falta
Oral: tem destreza no trato ao tubo cavernoso, chupa com vontade, 9,5
Vaginal: ótimo, independente da posição sexual, 10,0
Anal: não sei se faz, não perguntei

Observação 1: apesar dos elogios à moça, não sou BOP e nem procuro favorecer GP's, apenas escrevi a minha visão sobre o TD ocorrido, pois como já observaram noutros TD's, quando é pra criticar, não perdoo. Não consegui achar defeito, ela não deixou, hehe!
Observação 2: coloquei o telefone da Desirée e o outro (segundo telefone) é o da dona da casa, a Tati.

Fui, cambada.

"Alguém se conforma comendo carne de terceira, não é o meu caso"

O Trovador

Telefones: (81) 9917-72857 / (81) 9848-21783
OTrovador
Offline
Avatar de usuário
FORISTA
Mensagens: 3
TDs: 3
Conheça esse site!! PORTO TOPS: ACOMPANHANTES PORTO ALEGRE

Mensagempor OTrovador » 12/02/2018 03:20:18

Garota: Mallu
tdpositivo
Beijo: Não
Oral: Sim (com latex)
Anal: Não
Data: 03/02/2018
Cachê: R$150 por: 1 hora

Relato:
A novidade Mallu do bumbum gigante

Apresentação, carne nova paulista e encontro
Olá, caros putos!
Voltei à casa na Iputinga ontem, dia 03, sábado, e dessa vez agendei com a amiga da Desirée, a Mallu, recém-chegada de São Paulo.
Coincidência ou não, é a terceira paulista comida, em sequência, por esse que vos relata, desde o início do ano, primeiro a Yolandi Galega, depois a Desirée e agora a Mallu. Simpática e educada, muito profissional, fui bem recebido, nada a reclamar. Recebeu-me com um vestidinho rendado, que valorizava o farto material escondido. Me dá uma toalha limpa e sabonete líquido. Volto do banho e ela já me esperando para trabalhar, num quarto com meia-luz e música ambiente.
Mallu é uma bela prima loira de cabelos ondulados, 23 anos, baixinha, que reúne um belo material, um corpo espetacular, senão vejamos: seios fartos naturais, coxas grossas e um belo rabo, bumbum gigante como a própria costuma definir, e com aquela marquinha de biquíni, sem falar da pele macia.
Veio passar o Carnaval por aqui, com chances de prolongar a estadia em terras pernambucanas. Ela é cadastrada nesse site, autorizou a postagem e já tem tópico, quando trabalhava numa clínica de massagem paulista, o Espaço Maithuna.

Hora do aquecimento
De vez em quando faço umas estripulias. Não tinha dormido na noite anterior, passei da conta, estava um bagaço, pensei ainda em desmarcar o agendamento com a perva, ainda bem que não, iria perder a oportunidade de conhecer alguém tão incrível!
As massagens: ela me pergunta o quero primeiro, sexo ou massagem, mas sentido a fadiga da noite anterior, prefiro ser massageado antes. Deito no colchão de solteiro e ela inicia os trabalhos com a tradicional massagem relaxante, muito boa por sinal, entende do babado. Sentada em mim pelada, começa a deslizar os seios em mim, que maravilha sentir sua pele quente, sempre carinhosa e conversando comigo. O pau já estava acordado faz tempo, mas também merecia um trato a mais e então recebi de Mallu uma rápida, mas não menos empolgante massagem tântrica.

Montada boa, mas quero boquete; Suck suck: técnica que não sei explicar, só sei que tava bom
Terminadas as massagens, ela emcapa minha ferramenta de trabalho, sobe e senta, começa a cavalgar de frente. Tava gostoso ela em cima de mim, mas sinto falta do oral, não podia perder essa. Camisinha trocada, ela começa a me chupar, que boquete gostoso da porra!
Lambeu e chupou, sempre muito safadinha, chupou com bastante empenho. Olhou pra mim e perguntou se tava gostando, como não? Diferente doutras chupadas recebidas por esse que vos digita, ela tem uma técnica de boquete, sei lá, não sei explicar, de vez em quando parava a boca e deixava a língua trabalhar sozinha, deu um baita tesão ela boquetear assim.

Montada e rabão matador! Finalizei no estilo
Pau escondido na pepeca da Mallu, início quente na cavalgada invertida, sobe e desce, rabão à vista, delícia de sexo, nem lembrava que tava cansado, ganhei minha manhã!
Coqueirinho com muito afinco, segura do que tá fazendo.
Sugere a posição de quatro, então vamos lá, aquele rabo grande é a visão dos sonhos.
Bundão empinado, pica dentro. Começo a bombá-la, ritmo de médio a acelerado, ela gemia pedindo mais, adora ser fodida. Acelero de vez, só em contemplar aquele rabão ficou incontrolável pra mim, néctar na camisinha (queria finalizar no bumbum dela, mas ela não curte, respeito isso).

Avaliação
Mallu: linda de rosto, 8.5; corpo espetacular, pra todos os atributos, 10.0
Atendimento: educada, simpática e prestativa, dentro do que se propõe a fazer no sexo, não deixa a desejar, 9.5
Massagens: sabe o que faz, 9,5
Boquete: muita técnica, especialista, 10.0
Coito: é ótimo meter com ela, 10.0

Repeteco em breve, quero mais
Volto do banho e adentrando o quarto, Mallu estava ainda nua, deitada no colchão, de bruços e aquele bundão, que visão! Uma noite em claro não é fácil, tinha que descansar de qualquer forma, mas o corpo melhorou e muito depois de uma manhã empolgante.
Paguei pelo serviço, conversamos mais um pouco e nos despedimos.
Irei repetir, no local ou no motel.

Fui, ilícitos e ilícitas de plantão!

"Não deixe para amanhã o sexo que você pode fazer hoje".

O Trovador

Telefones da Mallu:
(81) 9989-30973 / (11) 9593-78284
OTrovador
Offline
Avatar de usuário
FORISTA
Mensagens: 3
TDs: 3
  • Anúncios
  • Acompanhantes SP